Cabeçalho
Associação dos Amigos do Casarão da Várzea • Associação de Pais e Mestres do Colégio Militar de Porto Alegre

Prefeitura vistoria protocolos do Colégio Militar de Porto Alegre que devem balizar volta às aulas na Capital


Comitiva da prefeitura da Capital acompanhou a demonstração das novas normas do colégio aos alunos do 2º ano (Foto: Anselmo Cunha/PMPA/Divulgação/JC)

*Jornal do Comércio, por Roberta Mello - 30/09/2020

Integrantes do Comitê Técnico de Enfrentamento ao Coronavírus da prefeitura de Porto Alegre realizaram uma visita ao Colégio Militar (CMPA) na manhã desta quarta-feira (30) para ver de perto as mudanças implementadas na escola para voltar a receber alunos e professores. O colégio foi o primeiro a reabrir suas portas na Capital, no início desta semana, graças a um acordo com o Executivo municipal para que a instituição sirva de projeto-piloto da volta às aulas. A impressão do secretário municipal de Educação, Adriano Naves de Brito, ao sair da visita é de que tudo "está funcionando muito bem".

A comitiva acompanhou os alunos do 2º ano durante uma espécie de passeio guiado e apresentação das regras de segurança no combate ao coronavírus. Essa demonstração vem sendo feita ao longo de toda esta semana no colégio e faz parte da chamada "semana de acolhimento" do CMPA.

Brito garantiu que "os procedimentos adotados e adaptações realizadas estão de acordo com o previsto e podem ser facilmente replicados nas demais escolas públicas e privadas de Porto Alegre". O secretário descartou a preocupação quanto à capacidade das escolas municipais em garantir o acesso dos alunos, professores e funcionários a todos os itens de higiene e limpeza, bem como de realizar mudanças na infraestrutura para garantir o distanciamento social: "todas as escolas receberam álcool em gel e equipamentos de proteção individual", disse.

Além disso, segundo Brito, foi feito um repasse adicional (extraordinário) de R$ 2,5 milhões à rede pública municipal para que os diretores se preparassem ao retorno das aulas presenciais. Este é o mesmo valor do repasse feito pela prefeitura a todas as escolas da rede trimestralmente.


Escola serve de projeto piloto para a volta às aulas na Capital. Foto: Anselmo Cunha/PMPA/Divulgação/JC

Aqueles pais de alunos das escolas municipais da capital gaúcha que também quiserem ver como estão os preparativos para a volta às aulas podem entrar em contato com a direção e marcar uma visita, diz Brito. O secretário lembra que o trabalho da direção das escolas municipais e comunitárias não pararam nem mesmo durante a pandemia e que, esta semana, muitas voltaram a servir as refeições dentro dos refeitórios.

A consolidação dos protocolos deve ser apresentada nesta quinta-feira (1). A reabertura dos portões também já tem data marcada. Será em 5 de outubro para a Educação Infantil, 3º ano do Ensino Médio, ensino profissionalizante e EJA. Confira o calendário completo de volta às aulas presenciais em Porto Alegre.

CMPA prestou esclarecimentos ao governo do Estado sobre decisão de reabrir
Depois de contrariar a orientação do governo do Estado e voltar a receber os alunos nesta segunda-feira (28), o Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA) prestou, na terça-feira à tarde, as informações solicitadas sobre o plano de retorno das aulas presenciais para a reabertura dos portões. Segundo a Procuradoria-Geral do Estado (PGE), foi feita uma reunião e entregue um documento.

A PGE aguardava um retorno desde sexta-feira passada (25) quando uma notificação foi enviada. Além de exigir dados que não haviam sido informados na documentação apresentada pela entidade como resposta à notificação emitida pela PGE no último dia 17, a procuradoria havia recomendado o cancelamento do retorno das atividades presenciais no início desta semana.

Agora, o órgão vai avaliar a documentação e discutir o caso durante a reunião do Gabinete de Crise do Governo do Estado marcada para quinta-feira (1).