Cabeçalho
Associação dos Amigos do Casarão da Várzea • Associação de Pais e Mestres do Colégio Militar de Porto Alegre

Sete AA recebem o Espadim de Caxias na AMAN

 

No dia 17 de outubro de 2020, foi realizada a tradicional Cerimônia de Entrega de Espadins aos cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), da Turma Centenário da Missão Militar Francesa no Brasil.

A solenidade, realizada desde 1932, aconteceu no Pátio Tenente Moura, oportunidade em que foi entregue a réplica reduzida da Espada do Duque de Caxias a 441 cadetes oriundos de todo o Brasil e de Nações Amigas (Moçambique, Senegal, Panamá, Vietnã, Namíbia e Camarões), sendo 399 do sexo masculino e 42 do sexo feminino, incluindo sete antigos alunos do Colégio Militar de Porto Alegre: Bruno Porto Peixoto, Fernanda Ribeiro Gonçalves Leal, Gregory Vitória de Souza, Rilley Ribeiro de Jesus, Vitor Vargas de Oliveira Morgão, Vinícius Machado Espíndola e Vitor Nogueira Albarello.

Devido à pandemia da COVID-19, o evento contou com a presença restrita de convidados, autoridades civis e militares.

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, veio acompanhado do Vice-Presidente, Hamilton Martins Mourão, e de sua comitiva: General de Exército, Walter Souza Braga Netto. Ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República, General de Exército Fernando Azevedo e Silva, Ministro de Estado da Defesa, Tarcísio Gomes de Freitas, Ministro de Estado da Infraestrutura, Milton Ribeiro, Ministro de Estado da Educação, General de Exército, Edson Leal Pujol, Comandante do Exército e antigo Comandante da AMAN, Almirante de Esquadra Almir Garnier dos Santos, Secretário-Geral do Ministério da Defesa, General de Exército Marcos Antonio Amaro dos Santos, Chefe do Estado-Maior do Exército, General de Exército Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx) e Antigo Comandante da AMAN, General de Exército, Eduardo Antonio Fernandes, Comandante Militar do Sudeste e General de Exército, José Eduardo Pereira, Comandante Militar do Leste, entre outras autoridades.

No centro das atenções dos presentes, a marcialidade da apresentação dos cadetes que adentraram o Pátio Tenente Mouta foi o resultado da disciplina, da obediência e também de vários dias de preparo prévio. Desde o dia 12 de outubro, o grupo de cadetes treinou cada passo a ser dado durante a solenidade. Por isso, o espetáculo, para quem vê, é também sinônimo de orgulho para os cadetes e seus familiares.

“Sem dúvidas, chegamos até aqui com muito esforço e dedicação. E pretendo caminhar assim, contando com a família, os irmãos de curso e a AMAN”, revela o cadete destaque da turma, Rafael dos Santos LELIS, de 19 anos, que recebeu das mãos do Presidente da República, Jair Bolsonaro, o Espadim.

A cerimônia é marcada por ritos e tradições. Cada etapa da solenidade tem um significado especial e histórico. Uma delas é reconhecer o 1º colocado da turma e evidenciá-lo publicamente como símbolo do esforço e dedicação desses jovens, que representam a mocidade brasileira. “Orgulho é o que expressa esse momento na vida de meu filho”, afirma a comerciante Leda Lelis, mãe do cadete Lelis.

O Espadim inspira os cadetes por ser mais uma etapa vencida na trajetória de formação do futuro oficial combatente de carreira.

O evento foi transmitido ao vivo pela equipe de jornalismo da Empresa de Comunicação do Brasil- EBC. Do estúdio da emissora, em Brasília, participou ao vivo comentando os valores e tradições da AMAN, o Coronel Messias Coelho Freitas, Chefe da Divisão de Ensino da AMAN. A solenidade foi retransmitida para diversas emissoras do Brasil.

Dando seguimento à cerimônia, os cadetes receberam de seus padrinhos e madrinhas o Espadim, etapa importante que sela o compromisso com a Pátria. Logo em seguida, fizeram o tão tradicional juramento. “Recebo o sabre de Caxias como o próprio símbolo da honra militar”.

Ao final, o Presidente Jair Bolsonaro, deixou uma mensagem aos 441 cadetes. “Vocês serão nós amanhã. Aos cadetes, confiamos o destino da Pátria, pois vocês têm tudo para ser o chefe da nação como eu sou. A família aqui presente tem orgulho desses filhos do Brasil, assim como esses cadetes têm esse mesmo sentimento por suas famílias”, destacou o Presidente Jair Bolsonaro.

Em seguida, a solenidade foi encerrada com o canto da canção da AMAN. Vibrantes, os cadetes e demais presentes entoaram o hino que expressa a lealdade dos cadetes para com a história da Academia e com a carreira que escolheram.

“Esses jovens são a renovação que se faz necessária a cada ano. É daqui que saem os futuros generais. Essa garotada está de parabéns, pois demonstram disciplina e determinação. Eles venceram a pandemia da COVID-19 e hoje, merecidamente são os destaques dessa cerimônia tão simbólica”, afirmou Gen Ex Tomás, Chefe do DECEx.

Mesmo com público restrito, os convidados foram devidamente orientados sobre manter-se cuidadosos quanto ao coronavírus. Antes mesmo do evento, profissionais do Hospital Veterinário da AMAN promoveram a desinfecção de todos os ambientes da Academia. As medidas sanitárias preventivas foram adotadas desde o início da pandemia, em março de 2020. Com isso, a instituição conseguiu mitigar casos de COVID-19. Tais ações também foram adotadas pelos convidados que vieram à AMAN neste que é o primeiro evento oficial em ano de restrições.

Todos os convidados receberam um folder com orientações, além de contarem com cartazes espalhados pelos diversos espaços da instituição. Também foram separados por setores para evitar aglomerações. Para a entrega do Espadim, apenas um familiar foi até o Pátio Tenente Moura participar do momento.

O tradicional Baile do Espadim foi cancelado e todos os convidados se mantiveram de máscaras e com acesso aos recipientes de álcool em gel disponíveis pela Academia. “Surpreendi-me com a maneira com que a AMAN nos recebeu. As medidas sanitárias preventivas sendo cumpridas à risca, o que demonstra preocupação e, ao mesmo tempo, o compromisso com nossos filhos”, finalizou o comerciante e pai de cadete Nilton Anunciação. 

*Com informações da AMAN